CANCIDAS 50MG PÓ PARA SOLUÇÃO INTRAVENOSA FRASCO AMOLA - MSD (ACETATO DE CASPOFUNGINA )

Código do produto: 7897337707381

Disponível: Em estoque

Descrição Rápida

CANCIDAS 50 MG PÓ PARA SOLUÇÃO INTRAVENOSA FRASCO AMOLA - MSD PRINCÍPIO ATIVO: ACETATO DE CASPOFUNGINA - ONDE COMPRAR


Agora você pode comprar cancidas 50 miligramas com o melhor preço na Oncoexpress Medicamentos Especiais e Oncológicos - Sua Farmácia On-Line em SP.


 


Visualizar Bula

Disponível: Em estoque

Preço: R$4.419,00

Special Price R$2.980,00

Detalhes

Laboratório Msd Apresentação de Cancidas Cancidas® 50 mg e 70 mg pó para solução para infusão intravenosa são apresentados em caixas com um frasco-ampola. USO INTRAVENOSO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 3 MESES COMPOSIÇÃO Ingrediente ativo: Cancidas® 50 mg contém 55,5 mg de acetato de caspofungina, que equivale a 50 mg de base anidra livre de caspofungina e Cancidas® 70 mg contém 77,7 mg de acetato de caspofungina, que equivale a 70 mg de base anidra livre de caspofungina. Ingredientes inativos: sacarose, manitol, ácido acético e hidróxido de sódio (para ajustar o pH). Cancidas - Indicações Cancidas® é indicado para: • tratamento empírico para infecção fúngica presumida em pacientes neutropênicos febris; • tratamento de candidíase invasiva, incluindo candidemia), em pacientes neutropênicos e não neutropênicos; • tratamento de candidíase esofágica; • tratamento de candidíase orofaríngea; • tratamento de aspergilose invasiva em pacientes refratários ou intolerantes a outros tratamentos antifúngicos. Contra-indicações de Cancidas Cancidas® é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade a qualquer componente do produto. Advertências O uso concomitante de Cancidas® e ciclosporina foi avaliado em voluntários saudáveis e em pacientes adultos. Em um estudo clínico, 3 de 4 indivíduos saudáveis que receberam 70 mg de Cancidas® do 1o ao 10º dia e também duas doses de 3 mg/kg de ciclosporina com intervalo de 12 horas no 10o dia desenvolveram aumentos transitórios dos níveis de alanina transaminase (ALT) 2 a 3 vezes o limite superior da normalidade (LSN) no 11o dia. Em outro grupo de indivíduos admitidos no mesmo estudo, 2 de 8 indivíduos que receberam 35 mg/dia de Cancidas® durante 3 dias e ciclosporina (duas doses de 3 mg/kg administradas com 12 horas de intervalo) no 1o dia apresentaram pequenos aumentos nos níveis de ALT (ligeiramente acima do LSN) no 2o dia. Nos dois grupos, os aumentos de aspartato transaminase (AST) assemelharam-se aos observados com a ALT, porém foram de menor magnitude (veja 6. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS). Alguns adultos saudáveis que receberam duas doses de 3 mg/kg de ciclosporina com caspofungina demonstraram aumentos transitórios de ALT e AST menores ou iguais a 3 vezes o limite superior da normalidade, que se resolveram com a descontinuação dos medicamentos. Também houve aumento de aproximadamente 35% na área sob a curva (AUC) de caspofungina quando Cancidas® e ciclosporina foram coadministrados; os níveis de ciclosporina no sangue permaneceram inalterados. Em um estudo retrospectivo que avaliou 40 pacientes tratados durante o período de comercialização com Cancidas® e ciclosporina, por 1 a 290 dias (mediana de 17,5 dias), não foram observados eventos adversos hepáticos graves. Conforme esperado, em pacientes com transplante alogênico de células-tronco hematopoiéticas ou transplante de órgãos sólidos, foi comum a ocorrência de anormalidades de enzimas hepáticas; entretanto nenhum paciente apresentou elevações de ALT consideradas relacionadas à medicação. Elevações de AST consideradas pelo menos possivelmente relacionadas ao tratamento com Cancidas® e/ou ciclosporina ocorreram em 5 pacientes, mas em todos as elevações foram inferiores a 3,6 vezes o LSN. Ocorreram descontinuações em decorrência de anormalidades laboratoriais em 4 pacientes. Dessas, 2 foram consideradas possivelmente relacionadas ao tratamento com Cancidas® e/ou ciclosporina, bem como outras possíveis causas. Nos estudos prospectivos sobre aspergilose invasiva e uso compassionado, havia 6 pacientes adultos tratados concomitantemente com Cancidas® e ciclosporina por 2 a 56 dias e nenhum deles apresentou elevações de enzimas hepáticas. Esses dados sugerem que Cancidas® pode ser utilizado em pacientes que estejam recebendo ciclosporina quando o benefício potencial superar o risco potencial. Gravidez: categoria de risco C. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Não há experiência clínica envolvendo mulheres grávidas. Em ratas, a caspofungina causou redução do peso corpóreo fetal e aumento na incidência de ossificação incompleta do crânio e do tronco com a administração de uma dose tóxica de 5 mg/kg/dia à fêmea prenhe. Além disso, foi observado aumento na incidência de costela cervical em ratos com essa mesma dose. A caspofungina demonstrou cruzar a barreira placentária em estudos com animais. Cancidas® não deve ser usado durante a gravidez, a menos que estritamente necessário. Amamentação: não se sabe se essa medicação é excretada no leite humano, portanto mulheres que estejam recebendo Cancidas® não devem amamentar. Crianças: a segurança e a eficácia de Cancidas® em pacientes pediátricos de 3 meses a 17 anos de idade são embasadas por evidências de estudos adequados e bem controlados em adultos, dados farmacocinéticos de pacientes pediátricos e dados adicionais de estudos prospectivos que incluíram pacientes pediátricos de 3 meses a 17 anos de idade para as seguintes indicações (veja 1. INDICAÇÕES): • terapia empírica para infecções fúngicas presumidas em pacientes com neutropenia febril; • tratamento de candidíase invasiva, incluindo candidemia, em pacientes neutropênicos e não neutropênicos; • tratamento de candidíase esofágica; • tratamento de aspergilose invasiva em pacientes refratários ou intolerantes a outras terapias. A eficácia e a segurança de Cancidas® não foram adequadamente estudadas nos estudos clínicos prospectivos que incluíram neonatos e bebês com menos de 3 meses de idade. Cancidas® não foi estudado em pacientes pediátricos com endocardite, osteomielite e meningite causadas por Candida. Cancidas® também não foi estudado como terapia inicial para aspergilose invasiva em pacientes pediátricos. Idosos: a concentração plasmática de caspofungina em homens e mulheres idosos saudáveis (65 anos de idade ou mais) aumentou discretamente (aproximadamente 28% - AUC) em comparação à observada em homens jovens saudáveis. De forma semelhante, foi observado efeito discreto da idade em pacientes mais velhos tratados empiricamente ou que apresentavam candidíase invasiva em relação aos mais jovens. Não é necessário ajuste posológico para pacientes idosos (65 anos de idade ou mais). Dirigir e operar máquinas: não existem informações sugestivas de que Cancidas® afete a capacidade de conduzir veículos ou operar máquinas. Interações medicamentosas de Cancidas Estudos in vitro mostram que o acetato de caspofungina não é um inibidor de nenhuma enzima do sistema do citocromo P450 (CYP). Em estudos clínicos, a caspofungina não induziu o metabolismo pela via do CYP3A4 de outras medicações. A caspofungina não é um substrato para a glicoproteína-P e é um substrato fraco para as enzimas do citocromo P450. Em dois estudos clínicos, a ciclosporina (uma dose de 4 mg/kg ou duas doses de 3 mg/kg) aumentou a AUC da caspofungina em aproximadamente 35%. Esses aumentos da AUC são provavelmente devidos à captação reduzida de caspofungina pelo fígado. Cancidas® não aumentou os níveis plasmáticos de ciclosporina. Ocorreram aumentos transitórios de ALT e AST quando Cancidas® e ciclosporina foram administrados concomitantemente. Em um estudo retrospectivo que envolveu 40 pacientes tratados durante o período de comercialização com Cancidas® e/ou ciclosporina por 1 a 290 dias (mediana de 17,5 dias), não foram observados eventos adversos hepáticos graves (veja 5. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES). Estudos clínicos com voluntários saudáveis mostram que a farmacocinética de Cancidas® não é alterada pelo itraconazol, pela anfotericina B, pelo micofenolato, pelo nelfinavir ou pelo tacrolimo. Cancidas® não exerce efeito na farmacocinética do itraconazol, da anfotericina B, da rifampicina ou do metabólito ativo do micofenolato. Cancidas® reduziu em 26% a concentração sanguínea de 12 horas (C12h) de tacrolimo (FK-506) em voluntários adultos saudáveis. Para os pacientes que estejam recebendo as duas terapias, recomenda-se monitorização-padrão das concentrações sanguíneas e ajuste posológico adequado de tacrolimo. Os resultados de dois estudos clínicos de interação medicamentosa em voluntários adultos saudáveis indicaram que a rifampicina tanto induz como inibe a disposição da caspofungina com indução líquida no estado de equilíbrio. Em um dos estudos, o tratamento tanto com rifampicina como com caspofungina foi iniciado simultaneamente e ambos os fármacos foram administrados concomitantemente durante 14 dias; no segundo estudo, a rifampicina foi administrada isoladamente durante 14 dias para permitir ao efeito de indução alcançar o estado de equilíbrio até que, por fim, a rifampicina e a caspofungina foram coadministradas durante mais 14 dias. Quando o efeito de indução da rifampicina estava no estado de equilíbrio, houve pequena alteração na AUC da caspofungina ou na concentração no final da infusão, mas as concentrações de caspofungina no vale foram reduzidas em aproximadamente 30%. Demonstrou-se o efeito inibitório da rifampicina quando o tratamento com a rifampicina e o acetato de caspofungina foram iniciados simultaneamente; a elevação transiente nas concentrações plasmáticas de caspofungina ocorreu no primeiro dia (aumento de aproximadamente 60% na AUC). Esse efeito inibitório não foi observado quando a caspofungina foi adicionada à terapia preexistente com rifampicina e não ocorreu elevação das concentrações de caspofungina. Além disso, os resultados da triagem da população farmacocinética em adultos sugerem que a administração concomitante de outros indutores da depuração de medicamentos (efavirenz, nevirapina, fenitoína, dexametasona ou carbamazepina) com Cancidas® pode também resultar em reduções clinicamente significativas das concentrações de caspofungina. Os dados disponíveis sugerem que o mecanismo indutível de depuração de medicamentos envolvido na disposição da caspofungina é provavelmente um processo de transporte de captação e não de metabolismo; portanto, quando Cancidas® é administrado para pacientes adultos concomitantemente com indutores da depuração de medicamentos, como efavirenz, nevirapina, rifampicina, dexametasona, fenitoína ou carbamazepina, deve-se considerar a administração da dose diária de 70 mg de Cancidas® (veja 8.POSOLOGIA E MODO DE USAR). Em pacientes pediátricos, os resultados das análises de regressão dos dados farmacocinéticos sugerem que a coadministração de dexametasona e Cancidas® pode resultar em reduções clinicamente significativas nas concentrações de vale da caspofungina. Esse achado pode indicar que pacientes pediátricos terão reduções similares com indutores conforme observado em adultos. Quando Cancidas® é coadministrado a pacientes pediátricos com indutores de depuração do fármaco, como rifampicina, efavirenz, nevirapina, fenitoína, dexametasona, ou carbamazepina, deve-se considerar uma dose de Cancidas® de 70 mg/m2 diariamente (sem exceder uma dose diária real de 70 mg). Reações adversas / Efeitos colaterais de Cancidas Foram relatados possíveis sintomas mediados por histamina, inclusive relatos de erupção cutânea, inchaço facial, prurido, sensação de calor ou broncospasmo. Foi relatada anafilaxia durante a administração de Cancidas®. Pacientes Adultos Nos estudos clínicos, 1.440 indivíduos adultos receberam doses únicas ou múltiplas de Cancidas®: 564 pacientes com neutropenia febril (estudo de terapia empírica), 125 pacientes com candidíase invasiva, 285 pacientes com candidíase esofágica e/ou orofaríngea, 72 pacientes com aspergilose invasiva – admitidos em estudos de fase II e fase III – e 394 pacientes admitidos em estudos de fase I. No estudo de terapia empírica, os pacientes haviam recebido quimioterapia para câncer ou haviam sido submetidos a transplante de células-tronco hematopoiéticas. Em estudos que incluíram pacientes com infecção por Candida documentada, a maioria dos pacientes apresentou afecções clínicas graves (por exexmplo, malignidade hematológica ou outra malignidade, cirurgia de grande porte recente, HIV), que exigiam o uso de múltiplas medicações concomitantes. Em geral, os pacientes admitidos no estudo não comparativo sobre infecções por Aspergillus apresentavam condições clínicas graves predisponentes (por exemplo, transplante de medula óssea ou de células-tronco periféricas, neoplasia hematológica, tumores sólidos ou transplante de órgãos) que exigiam o uso de múltiplas medicações concomitantes. As anormalidades clínicas e laboratoriais relacionadas ao medicamento relatadas entre todos os pacientes adultos tratados com Cancidas® (total de 989) foram tipicamente leves e raramente resultaram em descontinuação. • hepatobiliares: raros casos de disfunção hepática; • cardiovasculares: inchaço e edema periférico; • anormalidades laboratoriais: hipercalemia. Achados de Exames Laboratoriais Pacientes Adultos Outras anormalidades laboratoriais relacionadas ao medicamento relatadas em pacientes adultos foram níveis baixos de albumina e potássio, hipomagnesemia, redução de leucócitos, aumento de eosinófilos, baixos níveis de plaquetas, redução de neutrófilos, aumento de eritrócitos na urina, aumento do tempo de tromboplastina parcial, redução de proteínas séricas totais, aumento de proteínas urinárias, aumento do tempo de protrombina, baixos níveis de sódio, aumento de leucócitos urinários e baixos níveis de cálcio. Pacientes Pediátricos Outras anormalidades laboratoriais relacionadas ao medicamento relatadas em pacientes pediátricos foram níveis reduzidos de potássio, hipomagnesemia, aumento dos níveis de glicose, redução dos níveis de fósforo, aumento dos níveis de fósforo e aumento de eosinófilos. Experiência de Estudos Clínicos em Pacientes Adultos Terapia Empírica As anormalidades laboratoriais relacionadas à medicação que ocorreram em 2% ou mais dos pacientes em cada grupo de tratamento são apresentadas na tabela 8. Tabela 8: Anormalidades laboratoriais relacionadas à medicação† entre os pacientes com febre persistente e neutropenia Incidência ≥2% para pelo menos um grupo de tratamento por categoria de teste laboratorial Cancidas® †† N= 564 (porcentual) Anfotericina B lipossomal injetável ††† N= 547 (porcentual) Bioquímica do sangue Aumento de alanina aminotransferase Aumento de fosfatase alcalina Aumento de aspartato aminotransferase Aumento da bilirrubina sérica direta Aumento da bilirrubina sérica total Hipocalemia Hipomagnesemia Aumento da creatinina sérica Tabela 9: Anormalidades laboratoriais relacionadas à medicação† entre os pacientes com candidíase invasiva Incidência ≥2% para pelo menos um grupo de tratamento por categoria de teste claboratorial Cancidas® 50 mg†† N= 114 (porcentual) Anfotericina B N= 125 (porcentual) Bioquímica do sangue Aumento de alanina aminotransferase Aumento de aspartato aminotransferase Aumento da ureia sanguínea Aumento da bilirrubina sérica direta Aumento da fosfatase alcalina sérica Redução do bicarbonato sérico Aumento da creatinina sérica Aumento do fosfato sérico Redução do potássio sérico Aumento do potássio sérico Aumento da bilirrubina sérica total As anormalidades laboratoriais relacionadas à medicação que ocorreram em 2% ou mais dos pacientes com candidíase esofágica e/ou orofaríngea são apresentadas na tabela 10. Tabela 10: Anormalidades laboratoriais relacionadas à medicação† entre os pacientes com candidíase orofaríngea e/ou esofágica (estudos comparativos) Incidência ≥2% (para, no mínimo, 1 dose da medicação) por categoria de teste laboratorial Crianças: Cancidas foi aprovado para uso em crianças e adolescentes (pelo menos 3 meses de idade até 17 anos de idade) para todos os tipos de infecção descritos anteriormente. A dose utilizada em pacientes pediátricos pode diferir da dose utilizada em pacientes adultos. Cancidas não foi estudado adequadamente em bebês com menos de 3 meses de idade. Idosos: não é necessário ajuste da dose para pacientes idosos. Uso em pacientes com insuficiência renal: não é necessário ajuste posológico para pacientes com insuficiência renal. Uso em pacientes com insuficiência hepática: alguns pacientes com problemas hepáticos podem necessitar de ajuste de dose. Informe seu médico se apresenta ou já apresentou problemas hepáticos. Dirigir ou operar máquinas: não existem informações sugestivas de que Cancidas® afete a capacidade de conduzir veículos ou operar máquinas (veja QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?). Interações medicamentosas: a maioria dos pacientes tratados com Cancidas® deve continuar recebendo os medicamentos para outras condições que apresente, sem necessidade de interrupção do tratamento. O médico irá determinar se devem ser feitos ajustes da dose de seus outros medicamentos. O uso concomitante de Cancidas® e ciclosporina não são recomendados, portanto seu médico deve ser informado se você estiver tomando ciclosporina. É particularmente importante informar seu médico se você está tomando medicações para o tratamento da AIDS (como efavirenz ou nevirapina), medicações anticonvulsivantes (para epilepsia, como fenitoína e carbamazepina), o corticosteroide dexametasona, o antibiótico rifampicina e o imunossupressor tacrolimo. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde. 5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO? Conservar sob refrigeração (temperatura entre 2°C e 8°C). Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. Após preparo, os frascos reconstituídos podem ser mantidos em temperatura até 25ºC por até 24 horas antes da preparação da solução para infusão. A solução final para infusão intravenosa deve ser usada em 24 horas se for mantida em temperatura até 25ºC ou em 48 horas se mantida sob refrigeração entre 2°C e 8°C. Aparência: Cancidas® é um pó de branco a esbranquiçado. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças. 6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO? Cancidas® deve ser administrado em dose única diária por infusão intravenosa lenta de aproximadamente 1 hora. O médico irá determinar a duração do tratamento e a quantidade diária de Cancidas® a ser administrada. Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. 7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO? O esquema terapêutico e a dose serão determinados pelo seu médico, que irá monitorar sua resposta e condição clínica. Se acreditar que possa ter esquecido de receber uma dose, fale com seu médico imediatamente. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista. 8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR? Qualquer medicamento pode apresentar efeitos adversos ou indesejados, denominados reações adversas. As reações adversas relacionadas a Cancidas® mais comuns (ocorre em 10% dos pacientes que utilizam este medicamento) em adultos são febre e irritações da veia no local da infusão (prurido, vermelhidão, inchaço ou formação de coágulos). Outros efeitos indesejáveis relatados relacionados a esse medicamento em adultos incluem: cefaleia, dor, calafrios, batimentos cardíacos rápidos, sudorese, náusea, diarreia, vômito, rubor da face e do pescoço, erupção cutânea, coceira, dificuldade para respirar, inchaço nas mãos, tornozelos ou pés, prejuízo da função hepática e alterações de alguns testes laboratoriais (exames de sangue). Raramente (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento) podem ocorrer outros efeitos além dos citados e, a exemplo do que ocorrem com qualquer medicação obtida somente com prescrição médica, alguns podem ser graves. Peça mais informações ao seu médico. Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento. 9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO? O esquema terapêutico e a dose serão determinados pelo seu médico, que irá monitorar as suas condições clínicas e a resposta ao tratamento. Caso tenha recebido uma quantidade muito alta de Cancidas®, fale com seu médico imediatamente. Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações. Data da bula 10/09/2013

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

Queremos saber sua opinião

Produto: CANCIDAS 50MG PÓ PARA SOLUÇÃO INTRAVENOSA FRASCO AMOLA - MSD (ACETATO DE CASPOFUNGINA )

ANTIFUNGICO com as melhores condições é na Oncoexpress
É a melhor opção para comprar ANTIFUNGICO com melhor preço. Faça seu pedido com as melhores condições de pagamento. Fale conosco e peça agora!